Melancolia

Maria Malta Sob dois grandes arcos amarelos Arremedos de comida servidos Ambiente perfeito para magrelos Cheiro de alimentos podres fervidos   Uma linda família humildade, raiz Deve ser dia de sacrifício Pedem por um lanche feliz Não está no cardápio o desperdício   Recebem uma refeição quente Dividem com muita paciência Mal tampa o buracoContinuar lendo “Melancolia”

Esta é a minha

Maria Malta A sabedoria das minhocas é reconhecer quando o buraco está quente pode lançar-se como flecha por meio de um arco qualquer escapar do destino de isca um prazer com barulho de risada risada atômica com a força da irá de uma mulher oprimida expressa oniricamente no encontro da minha mão como sua bocaContinuar lendo “Esta é a minha”

Perguntas de uma professora que vê

Maria Malta Quem decidiu que a saúde recomeça agora? Nos jornais estão os nomes dos reis, mas são os reis que fazem as pesquisas e desenvolvem as vacinas?As mordaças tão longamente projetadas, porque coloca-las em crianças?Falar 50 minutos para um turma de 30 adolescentes com a boca coberta, seria mais uma técnica aprendida em Guantânamo?Ah,Continuar lendo “Perguntas de uma professora que vê”